Pesquisar este blog

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Qual o direito de quem ama?




Qual é o direito de quem ama?
Uma pergunta que muitos se fazem, sem perguntar também quais são os deveres...
O amor por ser uma troca, não aprisiona quem não quer ser aprisionado.
Não restringe a caminhada de quem não quer ser restringido.
Ele somente por si se transforma, e passa a ter seu tempo certo de viver a plenitude.
Tudo na vida é cíclico, tudo na vida é ritmo, tudo na vida é mutável...E por que o amor não seria?
Ou aprendemos a viver estes ciclos, ou sofreremos querendo que eles se prolonguem além do tempo deles.
E aí é que sofremos.
Sofremos por achar que conosco tudo será diferente, inclusive as leis Universais...Quanta pretensão.
O amor pode ser eterno, desde que as duas partes respeitem a evolução, ou transformação destas energias que transcendem o amor.

Magaly Delgado

Nenhum comentário:

Postar um comentário