Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Falando ao Coração

Falando ao Coração
Hoje eu quero falar com cada um dos Peregrinos deste Planeta chamado Terra, isto mesmo, com cada um de vocês.
Uma conversa intima pessoal, na realidade, quero falar para que o coração de vocês ouça.
Sei que as minhas verdades podem não ser as suas, e nem é minha pretensão ser a dona da verdade, então vou falar de mim. Fica mais fácil assim.
Há muito tempo venho buscando meu Caminho, e posso lhe afirmar que já percorri alguns bem difíceis, de se percorrer.
E quando falo em Caminho, falo na realidade sobre quem eu sou, nas coisas que acredito, no vazio que me levou a bater em muitas portas para ver se encontrava Deus, ou na pior hipótese, ver se eu conseguia me encaixar nesta realidade tão cruel que se chama ILUSÃO.
Você ouviu certo, sim, falei: Realidade tão cruel que se chama ILUSÃO.
Porque quando estamos ávidos em encontrar respostas, mais nos afastamos da verdade, da única realidade que pode nos ajudar a tirar o pezinho da lama.
Porque a Vida quando tem algo especial pra te dar, ela te empurra, até você acordar e ir em busca das respostas.
E pra mim, o que mais doía, era o vazio. A sensação de abandono, a solidão que me tornava diferente da moçada. Da Turma.
Meu processo, ou posso chamar de BUSCA ESPIRITUAL, começou na adolescência, e como é duro ser ABORRECENTE. Digo assim, por que foi e acho que é ainda um período de muita confusão, onde precisamos encontrar na auto afirmação nosso lugar ao Sol. Um período onde os hormônios estão gritando, onde as espinhas a mudança do corpo, fazem com que a baixa estima seja sua fiel escudeira, pois é muito difícil, quando conseguimos nos livrar dela. Uma fase cruel, pelo menos pra mim.
E olha que eu era enturmada.  Escondia minha tristeza tão bem escondida, que ninguém percebia. Descobri cedo, que esconder o que sentia me tornava igual à moçada.
E aí é que se encontra o perigo, você começa a viver tanto pro externo, que vai se afastando cada vez mais da sua própria essência.
Hoje percebo mais claramente, o porquê de tantos jovens se envolverem com drogas, e álcool. Tudo fica mais colorido, você esquece o que são os valores que aprendemos em casa.
E se não tivermos aprendido, pelo menos temos uma noção básica do que seriam.
Você passa a viver em função da galera, dos amores impossíveis, das baladas, das ficadas e cada vez mais seu propósito se distancia, e você acaba sendo engolido pela ilusão. E pode acreditar, às vezes é um Caminho sem volta. Teu espírito não aceita viver na Ilusão, ele sabe o quanto custou pra você estar encarnado. Quantas almas estão esperando esta mesma chance?
E você desperdiçando?
Você deve estar se perguntando: E meu livre arbítrio?
Eu sou dona do meu destino, faço da minha vida o que quiser.
E vou ter que concordar com você, realmente é. Você, eu somos donos do nosso destino, Co-Criadores da nossa vida.
E a busca por nós mesmos e pelo que acreditamos, pode ser agora ou daqui a mil anos,
Pra Deus, o tempo é mera formalidade, uma invenção humana, como o resto delas.
Mas chega uma hora mesmo sabendo que um dia nós vamos acordar desta dormência que nos prende nesta dimensão, sua alma sua essência, sua centelha divina, sente a urgência de estar re-ligados de novo à Fonte.
E é aí que a história começa.
A minha a sua e a de todos nós.
Ouça seu coração, perceba o que ele quer te dizer, eu lhe contei parte da minha história, só o começo dela. Mas e a sua em que parte está?
Muitas pessoas que chegam até a mim, me perguntam:
Ah, eu gostaria de saber qual é a minha missão?
E eu respondo, com a mais pura verdade.
Sua missão? Sua missão é voltar para os braços do Criador, mas anda porque ele tem o resto da Eternidade pra te esperar, mas resta saber:
De que lugar será seu ponto de partida?
Magaly Delgado

Um comentário:

  1. Oi Magaly, concordo contigo, pois também já me senti assim. Creio que sempre soube qual era o caminho, mas segui por outros durante um bom tempo. Mas estou de volta, e com certeza não sairei mais. Abraços de luz minha amiga!

    ResponderExcluir